Gosto de observar a lua, ver o pôr do sol. Isso me faz bem, me traz uma paz interior que não consigo colocar em palavras. Isso produz uma espécie de porto seguro. Eu sei que na dor, sempre terei um refúgio, um lugar só meu; mesmo com milhões de pessoas fazendo a mesma coisa. As pessoas deviam olhar as coisas mais simples. Às vezes, a felicidade está na sua janela e você a deixa voar.
Amor em prosa.    (via distanciareis)
A gente se apaixona pelo jeito da pessoa. Não é porque ele cita Camões, não é porque ela tem olhos azuis, é o jeito dele de dizer versos em voz alta como se ele mesmo os tivesse escrito pra nós, é o jeito dela de piscar demorado seus lindos olhos azuis, como se estivesse em câmera lenta. O jeito de caminhar. O jeito de usar a camisa pra fora das calças. O jeito de passar a mão no cabelo. O jeito de suspirar no final das frases. O jeito de beijar. O jeito de sorrir.
Martha Medeiros.  (via abominou)